Tag: autoconhecimento

O campo minado da Mente

Se você não conhece seu sistema operacional interno, seu Windows pessoal, quais os “apps” que utiliza na sua autogestão:

Sua mente é um campo minado!

Qualquer passo em falso, pode desencadear um grande problema e depois que você ouve o click, da sua bomba interior, não sabe como desarmar.

Pode soar forte no primeiro momento.
Mas quantas vezes fez julgamento e interpretações, dentro da sua cabeça, que te levaram a falar e fazer coisas que você se arrependeu depois?

Isso pode ser diferente!

Se você conhecer seu funcionamento e usar o “programa interno” certo para gerenciar e organizar seus pensamentos e emoções. Consequentemente suas ações serão diferentes, mais assertivas e menos impulsivas ou até absorver menos coisas negativas que não são suas.

Para autogestão eficiente, você precisa conhecer como você, que é único e singular, funciona. Quais são os pensamentos que mais passam pela sua mente? Se você puder separar em pastas.

Qual pasta de pensamentos você acessa com mais frequência?

– De dúvidas
– De conflitos
– De relacionamento
– De projetos
– De preocupações

Por aí segue uma infinidade de pastas possíveis, mas só você pode dizer e ver quais são as suas. Ao final de cada dia faça sua lista, mental ou fisica, de quais pastas você acessou mais naquele dia.

Isso te confere Protagonismo. Esse é o ponta pé inicial, para desarmar as bombas mentais. Perceber porque você entra, e se você quer ficar tanto tempo, em pastas como: mágoa, ressentimento, desempoderamento, confronto…

Comece agora descobrir os caminhos saudáveis e produtivos da sua mente.

Quanto mais você criar clareza de idéias, mais vontade de se desligar de pensamentos improdutivos e prejudiciais você vai ter.

Uma sugestão poderosa: Esqueça frases como “Não vou pensar nisso”.  Sua mente não registra essa palavrinha NÂO, então ela entende: “Vou pensar nisso”

Então como vou me livrar desses pensamentos?
Vou te dar algumas dicas:

  1. Um ou outro pensamento negativo passará pela sua cabeça.  Eles passam pela mente de todo mundo.
  2. Perceba a chegada desses pensamentos, seja observador e não personagem, eliminando interações como: “Se a pessoa falar isso, vou responder aquilo”.
  3. Busque estar presente no que está fazendo e sua mente se desligará desse tipo de pensamento mais facilmente.

Mas atenção nem tudo que parece mau é prejudicial. Alguns pensamentos negativos são sinalizadores de coisas que talvez você não tenha digerido bem, de alguma crença negativa inconsciente que você tenha e também funcionam como um farol te mostrando que precisa trabalhar sua mentalidade.

Por isso conheça-se cada vez mais.

Uma mente produtiva não precisa ser uma mente estressada!

Informações sobre a autora: Palestrante, consultora, escritora e professora de Meditação.
Especialista em Autogestão e Protagonismo

“Como professora de meditação e mentorship program, há 7 anos, percebo o quanto as pessoas se limitam e se privam de ser a sua melhor versão.” 

­­­­­­­­­­­Quer saber mais sobre o assunto? Entre em contato whatsapp (11) 98629 7848
www.deboragarciaoficial.com
contato@deboragarciaoficial.com

5 Razões para aprender a gerenciar as próprias emoções

Muita gente ainda não compreendeu o real sentido pelo qual deveriam, no mínimo, entender as próprias emoções para poder gerenciá-las de maneira apropriada a cada circunstância. Não falo nem em se tornar um “Buda”, ou ter “sangue de barata” em determinadas situações, mas pelo menos agir de forma mais consciente, adequada e madura é o mínimo para blindar a sua integridade física, emocional, além da sua carreira e, óbvio, proteger tudo aquilo o que você mais ama: A sua família!

Portanto, compartilho com você alguns motivos pelos quais todo mundo deveria fazer um encontro de inteligência emocional:

  1. Autoconhecimento: Sei que já me referi a esse aspecto em vários artigos que escrevi anteriormente, mas nunca é demais lembrar que, você se torna “Senhor(a)” das suas emoções à medida em que você se conhece, pois somente dessa maneira tem maior propriedade para lidar de forma mais racional e, claro, inteligente, com suas reações a determinados estímulos do ambiente.
  2. Gerenciamento das emoções: De um modo geral, me arrisco a dizer que todos querem obter melhores resultados em todos os aspectos da vida, atualmente, vejo muitos jovens dessa chamada geração “Nutella”, perdendo o controle e cometendo verdadeiras atrocidades simplesmente porque não aprenderam a lidar adequadamente com suas frustrações, com isso têm grandes dificuldades em assumirem as responsabilidades pelo que ocorre em consequência de suas atitudes (ou pela falta delas). Desse modo, se vê jovens profissionais desajustados apresentando comportamento profissional negligente ou mesmo, violento (Como se tem visto ultimamente em muitas escolas) e querendo, a todo custo, obter melhores resultados na vida pessoal e profissional, depois não entende o porquê das coisas parecerem funcionar bem para todo mundo menos para si.
  3. Aprender a lidar com as incertezas, com o medo e com a insegurança é um outro aspecto importante quando se aprende a lidar com os sentimentos de forma mais sensata, uma vez que encarar a incerteza é como entrar em um ambiente desconhecido, totalmente no escuro, no qual as pessoas vão tateando, em passos curtos e, como não poderia deixar de ser, com uma enorme descarga de adrenalina, elevando os batimentos cardíacos à quinta potência, por não saber o que poderá encontrar a qualquer instante. Essa é uma defesa do organismo que assegura a nossa sobrevivência em situações de perigo iminente. Nunca é demais lembrar que, adrenalina em pequenas doses é saudável e até desejável, o risco é quando passa a ser constante gerando um nível de stress dando a sensação de estar carregando uma ogiva prestes a explodir colocando em risco as nossas relações profissionais, sociais e familiares.
  4. Reconhecer o seu conjunto de crenças que foram sendo desenvolvidas ao longo de toda a sua existência. Essas crenças podem ser limitantes ou potencializadoras dependendo da forma e como lida com elas nos diferentes cenários aos quais estamos expostos. O fato é que, quando as reconhecemos, temos maior possibilidade de mantê-las sob controle focando em nossas potencialidades e minimizando as crenças limitantes, do tipo: eu não posso, eu não consigo, eu não sou capaz.
  5. Compreender e lidar melhor com a ansiedade, que como se sabe, não tem cura, portanto, dependendo do nível de gravidade, aprendemos a lidar com ela de maneira apropriada estabelecendo maior autocontrole e agindo de forma mais eficaz elevando o seu nível de autoconfiança.

Você quer se dar bem no trabalho? Deseja ser promovido, ganhar o respeito e a confiança das pessoas? Blindar a sua família? Garantir maior estabilidade profissional e financeira? Então esse workshop é para você.  A Cia Brasileira de Coaching está com um novo workshop de Inteligência Emocional no dia 29/06/2019 (sábado), das 8h às 18h em Belém. Obtenha maiores informações através do nosso whatsapp (11) 99546 8145.

Caixa de texto: Nelson Vieira, é Presidente e Master Coach Trainer da Cia. Brasileira de Coaching Certified Advanced Master Coach Sênior pela Graduate School of Master Coaches (EUA/UK/Austrália)
www.cibracoaching.com.br

Gostou do tema? Tem alguma dúvida ou quer  que eu escreva sobre algum assunto em especial? Envie sua opinião para o whatsapp (011) 99546 8145 ou mande um e-mail para nelsonvieira@cibracoaching.com.br  você poderá fazer parte do nossa próxima edição.

A importância da inteligência emocional no trabalho

“Eu estava prestes a ser promovida, agora estou correndo o risco de ser demitida, tudo por causa  de um assédio moral que sofri no ambiente de trabalho, registrei o caso no RH da Empresa, na visão do meu diretor, eu deveria ter jogo de cintura, mas eu sinto que não tenho inteligência emocional suficiente para lidar com situações adversas, muito menos quando são deveras abusivas, mas sei que preciso ter sangue frio e aprender a lidar com essas situações pelo meu bem, dos meus filhos e da minha família, cansei de perder para mim mesma”.

Leia mais…

O campeão não nasce pronto

Ontem fui convidado pela Cristiane Costa, de Belo Horizonte, a participar de uma “live” nas redes sociais com foco no propósito, medo, resultados e liderança. O tema dessa transmissão foi inspirado em uma frase de um atleta olímpico, que se referia à importância do treino duro, da abdicação, da resiliência ao conviver no limite entre a vitória e a derrota, o sucesso e o fracasso.   

Leia mais…

Qual o perfil ideal de vendedor para a sua empresa?

O mercado vem passando por algumas dificuldades devido à instabilidade econômica e política do país. Grande parte das empresas vem apresentando quedas consideráveis em suas vendas, tendo como uma de suas principais consequências, o aumento de profissionais desmotivados potencializa os reflexos negativos nos resultados financeiros.

Leia mais…

5 atitudes que só prejudicam a carreira

Dizer sempre sim pode ser tão prejudicial quanto falta de proatividade. Outro ponto delicado é a falta de autoconhecimento, diz coach.

Há cinco posturas que parecem inofensivas, mas são altamente prejudiciais para a carreira, segundo Elisângela Lima, master coach e psicóloga consultora.

Leia mais…

As verdades escondidas – Como ser mais produtivo diariamente

Você tem visto o dia passar e parece que não fez nada? Se parar para olhar para tudo o que pretendia realizar te dá um nó na boca do estomago e só a noite percebe a futilidade do dia e se sente cansado mesmo assim? Proponho então termos uma conversinha sobre produtividade.

Leia mais…

O poder de expressar os sentimentos nos relacionamentos

Outro dia estava conversando com uma amiga e me chamou a atenção como é desafiador falarmos com o coração, falarmos de nossos sentimentos. Acredito que muito disso tenha haver com medo, culpa e tristeza; sentimentos que podem ficar camuflados por um bom tempo. Quando temos essa dificuldade de reconhecer e até mesmo expressar nossos sentimentos, damos “dicas” para que a outra pessoa entenda o que pensamos ou perceba o que sentimos.

Leia mais…

© 2020 Literare Books

Theme by Anders NorenUp ↑