Conheço pessoas que trabalham, em média, 12 horas por dia. São profissionais que viajam, lideram equipes e ainda tem tempo para família e lazer. Ouvindo-as, percebe-se que não se queixam de nada, não apresentam nenhum desânimo, cansaço ou impaciência. São agradáveis de se conversar e todos querem tê-los por perto. De onde tiram tanto fôlego para tudo isso? A resposta é unânime: são pessoas altamente motivadas porque sabem aonde querem chegar. Quando pensam nos seus objetivos de carreira a médio e longo prazos e na satisfação que tem no que fazem, os problemas do dia-a-dia ficam leves.

Esses profissionais carregam um componente-chave das pessoas motivadas: metas bem definidas. São comprometidos e obstinados com o caminho que traçaram para si. E não dependem da empresa em que trabalham para manterem-se entusiasmados, mesmo diante de constantes cobranças e pressões. Eles se auto motivam. São tipos de profissionais de alta performance que as empresas querem ter em seu quadro e por isso são valorizados no mercado.

Pergunto: qual é o plano pessoal e profissional que traçou para você? Onde quer estar daqui a 5, 10, 15, 20 anos? Envolve formação complementar? Experiência internacional? A motivação nada mais é do que você ter definido o que gosta e quer ver muito realizado, e que vai lhe trazer satisfação e felicidade.

O que estou tentando dizer aqui é que se você espera que a empresa onde trabalha lhe dê injeções de ânimo e motivação, desista. As empresas querem profissionais capazes de criar seu próprio entusiasmo. Como aguentar horas e horas de trabalho, com projetos longos e extenuantes, sem motivação? Sem uma forte razão, qualquer projeto de vida desaba ou fazemos malfeito.

É certo que as empresas vão investir cada vez mais em desenvolvimento de profissionais que já estejam motivados e não para animar as pessoas. O mercado procura profissionais mais comprometidos do que competentes, porque o compromisso motiva.

Ver o significado no que você faz e acreditar que isto é importante, é um ótimo meio de se sentir motivado. Um ditado budista diz: “Descubra algo que você gosta de fazer e nunca mais terá trabalho”.

O que se vê ainda com frequência são profissionais culpando a empresa por tudo o que dá errado. De outra parte, também muitas pessoas têm se contentado com o que aparece de trabalho, sem representar o que desejam de fato, gerando desmotivação.  

Pessoas motivadas, são mais produtivas. A empresa como organismo vivo, tem na motivação a força que lhe move. O que você faz deve permitir que se realize pessoal e profissionalmente. Se não for assim, descubra o que lhe motiva.

Reflita sobre isso!

———————————————————

FALE COM O CLAITON

www.institutoclaitonfernandez.srv.br
contato@institutoclaitonfernandez.srv.br
Tel / Whatsapp: +55 51 99709-0701

SIGA O CLAITON NAS REDES SOCIAIS:

Instagram | Linkedin | Youtube | Facebook