Categoria: Liderança (page 1 of 5)

Na vida, tudo é energia!

A forma como encaramos as situações que se apresentam no dia-a-dia, são decisivas para harmonizar os nossos pensamentos, sentimentos e comportamentos. Tudo resulta em energia e a sua frequência é quem determina com quem nos relacionamos e os resultados que alcançamos, um conceito de Albert Einstein. A sacada é aprender a canalizar a energia aos objetivos, aí os sonhos viram realidade.

Leia mais…

Valores da cultura organizacional

Nos últimos anos o comportamento humano tem sido foco de estudos e de pesquisas. Empresas investem para entenderem como a eficiência, a motivação, o modo de agir, de falar, de escrever, as atitudes de um funcionário são influenciadas pela cultura organizacional.

Leia mais…

A arte de negociar diferenças

Sempre uma crise econômica desafia as empresas a encontrarem soluções criativas para superação de dificuldades. Um poderoso trunfo nessa hora é a negociação, que assume decisiva importância como elo de ligação entre a empresa e seus stakeholders: proprietários, acionistas, funcionários, governo, clientes, concorrentes, fornecedores, bancos, sindicatos, dentre outros.

Leia mais…

Regule estes 3 itens e mude seu mindset

Há exatos 60 dias atrás eu estava com um sobrepeso de 15kgs e reflexos decorrentes nada aconselháveis: índices descontrolados de triglicerídeos e colesterol total, gordura no fígado com iminência de cirrose, diabetes, vitamina B12 pela metade, tudo isso causando cansaço físico, esquecimento, tonturas, falta de concentração, dentre outros sintomas.

Leia mais…

Descubra o que lhe motiva

Conheço pessoas que trabalham, em média, 12 horas por dia. São profissionais que viajam, lideram equipes e ainda tem tempo para família e lazer. Ouvindo-as, percebe-se que não se queixam de nada, não apresentam nenhum desânimo, cansaço ou impaciência. São agradáveis de se conversar e todos querem tê-los por perto. De onde tiram tanto fôlego para tudo isso? A resposta é unânime: são pessoas altamente motivadas porque sabem aonde querem chegar. Quando pensam nos seus objetivos de carreira a médio e longo prazos e na satisfação que tem no que fazem, os problemas do dia-a-dia ficam leves.

Leia mais…

Os 5 elementos fundamentais nas equipes de alta performance

O dia a dia das empresas é dinâmico e imprevisível. As constantes mudanças econômicas, políticas e mercadológicas, exigem dos gestores rápidas e eficazes tomadas de decisões.

Leia mais…

Fanático ou uma vida com propósito?

O mundo de hoje está em um frenesi total, muitos andam sem saber o seu real sentido de direção, constantemente nos deparamos com notícias de assassinatos e suicídio por se perder o valor da vida humana e a autovalorização. Ter um propósito na vida é extremamente essencial para encontra dentro de si razão para viver. Nós não nascemos somente para trabalhar e pagar contas, fomos formados para um propósito maior, que talvez nem o conheçamos, esse propósito se dá deste o ventre materno e nos persegue por toda uma vida. Alguns encontram seu propósito, outros vivem a vida toda somente para encontra-lo nos seus últimos dias de existência e há aqueles que nunca entenderão o porquê estiveram neste mundo. Os que entendem seu propósito persegue de forma determinada e constante, se esforçam ao máximo, entendem que haverá obstáculos e pessoas em seu caminho que irão apoiar e outras vão o desestimular, talvez porque não estejam olhando através de sua ótica. Outros dirão que você é fanático.

A etiologia da palavra “Fanático” veio do Latim FANATICUS, “louco, entusiasta, inspirado por algum deus”, originalmente “relativo a um templo”, FANUM. O fanático, parece que também tem um objetivo a ser seguido, são insistentes e persistentes, mas são insanos. Insano também do latim “insanus”, louco, demente, torturadores, extravagante, excessivo, que não está no domínio de suas faculdades mentais, ou seja, um transtorno que acometem aqueles que não ouvem, são imutáveis em seus objetivos, pode até agredir de forma física ou verbal outros.

A filosofia coloca o fanatismo dividido em três grandes classes: Política, Esporte e Religião. Se você parar e pensar verá que para cada uma dessas classes você terá um modelo do “ser fanático”. Porém, a palavra Propósito está ligada a um objetivo respeitando o limite de cada indivíduo para atingir sua meta. Há uma linha muito tênue entre “ser fanático” e “ter uma vida com propósito”, porque ambas as formas existem um objetivo a ser alcançado. Então como diferenciar esses dois tipos de pessoas? Penso e acredito que seja necessário olhar as ações ao redor das pessoas das seguintes formas:

1.º Poder do ouvir

Ouvir é uma arte que deve ser praticada por todos, há provérbios que diz: “ ouve, e torna-te sábio e dirige teu coração pelo caminho” “existe mais sabedoria no ouvir do que no mundo de falácia”, outro provérbio diz: “a língua pode ser uma espada mortal”. Ouvir atentamente o outro abrindo o coração e a mente pode fazer a diferença entre uma pessoa de vida com propósito e o fanático.

2.º Liberdade de auto expressão

A liberdade de auto expressão deve ser praticada e notada pelos que estão ao redor do indivíduo, mas se a auto expressão levar a danos físicos, mentais e morais, fugindo da ética da vida, está auto expressão esta prejudicada e compromete a linha entre propósito e fanatismo.

3.º Discernimento

O discernir entre o certo e o errado vai depender da sociedade onde o indivíduo está inserido, seus valores éticos e morais. Importante entender esta inserção, pois, é dali que surge o ponto de partida para o mundo entre o ser humano e a sociedade.

Finalizo aqui pensando, será que vivemos defendendo uma causa fanática e trazendo danos as pessoas? Ou nós vivemos uma vida com propósito para impactar positivamente a própria vida e os que estão ao redor? Ouça e tenha liberdade de auto expressão com discernimento, você decide em ser um fanático ou ter uma vida com propósito.

O que a Liga dos Campeões nos ensinou sobre Liderança

As semifinais da Champions League 2019 entre Ajax versus Tottenham e Barcelona versus Liverpool foram uma verdadeira demonstração de liderança, estratégia, vontade de vencer, trabalho em equipe, disciplina e superação.

Leia mais…

O melhor das pessoas na empresa

Cada vez mais as empresas estão descobrindo que é necessário despertar o melhor dos seus funcionários, estimulando sua espiritualidade e investindo na sua felicidade. A ideia, em grande parte das empresas ainda é rejeitada, porque há o entendimento de que está diretamente ligada a práticas religiosas, podendo ocasionar influências negativas e gerar conflitos internos, além da queda de produtividade.

Leia mais…

O quadrante do equilíbrio

Para uma pessoa viver plenamente com qualidade de vida e bem-estar, é importante que aprenda a interligar de forma harmônica os quatro pilares do equilíbrio: físico, mental, emocional e espiritual.

Leia mais…
« Older posts

© 2020 Literare Books

Theme by Anders NorenUp ↑