É preciso estar presente, mesmo quando distante. Essa é a premissa básica da venda no Whatsapp.

Venda no Whatsapp: 5 Maneiras de Não Destruir o Relacionamento com o Cliente

Atender clientes usando esta ferramenta super popular pode ser mais lucrativo que parece.

Ainda assim, ali tudo está registrado, por isso é necessário alguns cuidados para que sua abordagem não estrague o relacionamento com o cliente.

Você já foi chamado a uma delegacia de polícia para prestar esclarecimentos em uma queixa de difamação dada por um cliente por conta de uma conversa no Whatsapp?

Eu já. Mais adiante contarei como isso ocorreu.

Este é só um dos exemplos do que pode ocorrer, caso você não zele pela sua forma de se comunicar com o cliente utilizando a venda no Whatsapp.

Primeiro quero ressaltar que a ferramenta é sensacional para nossa profissão e Vendedores devem sim utilizar o aplicativo para Atender seus Clientes.

Devem aprender e aplicar as melhores técnicas de vendas para fechar ótimos negócios, ainda que sem o tradicional aperto de mão ou a troca formal de e-mails.

Na conversa do dia a dia, no contato com seu cliente, é possível ganhar muito dinheiro através da venda no Whatsapp.

Desenvolvi recentemente e apresentei pela primeira vez há poucos dias uma palestra em que trato deste tema: vender no Whatsapp.

Esta é inspirada no livro Marketing 4.0, do mestre Philip Kotler, e chama-se RELACIONAMENTO (em Vendas) 4.0, tratando da interação entre Vendedor e Cliente num mundo atual onde é preciso interagir On e Offline.

Venda no Whatsapp 5 Maneiras de Não Destruir o Relacionamento com o Cliente

A Apresentei a um público de aproximadamente 250 pessoas, no Evento GPS, que participei como um dos palestrantes. Foi fantástico!

Meu case prova que a venda no Whatsapp pode dar muito certo.

Sou representante comercial de uma grande Distribuidora de Alimentos, um ramo onde a venda relacional é essencial.

O cliente compra não só pelo preço ou qualidade do produto, mas especialmente do profissional com quem se relaciona.

Cada vez menos eu tenho gastos de deslocamento, pois meus clientes tem preferido fazer cotações e compras à distância, tendo pouco tempo disponível e eu não os encontro no ponto de venda.

Ainda assim, minha venda dobrou nos últimos 4 anos e 75% do que vendo hoje é pelo Whatsapp.

Bom, pra saber as técnicas que uso para isso, conheça esta palestra, posso apresentá-la em sua empresa ou em eventos corporativos próximos a você.

Mas, neste artigo, quero tratar do que você deve evitar, caso não deseje que seu cliente NUNCA MAIS COMPRE DE VOCÊ.

Caso deseje perder o cliente numa conversa de Whatsapp, interrompa a leitura imediatamente!

Enquanto você decide se irá querer manter o cliente, vou lhe dar algumas dicas de outros artigos que você encontra aqui no Blog…


Fazendo Conexões

Estes artigos, em meu blog, nos tópicos indicados, possuem idéias que complementam o que estamos dizendo neste texto, clique e confira:

BAIXE GRATUITAMENTE O E-BOOK 7 ATITUDES PRÁTICAS DE COMO SER UM BOM VENDEDOR


Bom, Você então não quer estragar o relacionamento com seu cliente e quer utilizar o Whatsapp pra Vender mais para ele, certo?

Tenho algumas dicas para você do que pratico em meu dia a dia.

Vamos a elas:

1) RESPIRE E RESPONDA DEPOIS…

Por vezes vem do Cliente aquela resposta atravessada.

Ou aquela impressão que você já explicou mil vezes e a pessoa não entende.

Dá vontade de xingar!

Controle-se!

Lembre do que este cliente e sua compra significa em seu resultado.

Lembre-se que um mal atendimento, provavelmente será o último atendimento.

Vender no Whatsapp é bom, vantajoso e econômico, mas tudo fica registrado.

Se você trata mal e este cliente aciona seu chefe? Ou a Justiça? (Já vou chegar lá…)

Então, nada de esquentar a cabeça.

Dê tempo, reflita, depois responda com calma.

Entre você ou o cliente ter sempre razão, decida que a razão não é algo tão essencial que um dos dois precise ter.

Em caso de mau entendido, pegue o telefone e ligue para o cliente, a fim de que um escute e entenda o outro.

Lembrando que a obrigação de resolver o problema é sua, não do cliente.

 

2) FORMAL OU INFORMAL?

Elogio em excesso vira assédio, hoje em dia (embora esse papo seja meio idiota), tanto do mesmo sexo, como do oposto.

Brincadeira tem hora, lugar e pessoa certa.

Coloque em sua cabeça uma coisa: esta conversa é entre um vendedor e seu cliente. Mais nada.

Se o cliente te dá liberdade de conversar informalmente, é tolice não usar disto a seu favor e bancar o “quadradão”. Ainda assim, é preciso ter limites.

Não vá além da intimidade que seu cliente lhe permitiu ter.

O trate como ele quer ser tratado e nunca o trate como você mesmo não gostaria de ser tratado.

Em suas obras, NAPOLEON HILL, sempre exaltava a valiosidade da regra de ouro:

“Faça ao outro aquilo que gostaria que fosse feito a ti mesmo.”

Este princípio é também bíblico.

Se o cliente se ofender em algum momento, peça desculpas imediatamente e mude o comportamento.

 

3) Não demore e entenda ele demorar

Eu sei que irrita os dois tracinhos azuis sem nenhuma resposta.

Mas infelizmente ele está no direito dele. Ele é o cliente.

Ainda assim, ele espera que você responda o mais rápido possível.

Se demorar, comprará de outro.

Administre o tempo da conversa. É lícito pedir resposta após um tempo do último contato. Apenas não insista demais.

 

4) Seja Educado

Trate pelo nome.

Comece a Conversa com Bom Dia, Boa Tarde ou Boa Noite.

Agradeça ao final, vendendo ou não, nem que seja com um emoji.

Tenha noção de horário, evitando chamar em horário incômodo.

Evite alongar desnecessariamente a conversa, pois o tempo de seu cliente é tão escasso quanto o seu.

Irritar o cliente o fará detestar quando vê que chegou uma mensagem sua.

Assim, demorará mais para visualizar e responder.

Por isso, seja agradável.

 

5) Evite Comentários que depreciem a imagem de seu cliente

Agora sim… Por que Fui Parar na Delegacia?

A dona de um restaurante que eu atendia, certa vez não vinha comprando comigo por preferir um certo vendedor da concorrência (por motivos que desconheço, visto que até o produto era mais caro e as marcas eram as mesmas dos produtos).

Não a encontrava mais e não respondia mais minhas mensagens.

Sempre que ia no restaurante, encontrava só a gerente, que antes era a compradora.

Cansei de mandar mensagens perguntando por que nunca mais comprara nada conosco. Nenhuma resposta.

Um dia, fiz a besteira de indagar a antiga compradora se sabia de alguma informação sobre aquilo.

Ela disse que não sabia de nada, só a proprietária mesmo, mas “vai saber o que ela pensa”.

Naquele clima de informalidade, fiz o comentário tosco, do qual me arrependo e me levou até aquela situação: “NEM ELA SABE, SE BOBEAR, O QUE PASSA NAQUELA CABECINHA, SE É QUE PASSA ALGUMA COISA… ACHO QUE PELO JEITO NÃO VAI MESMO COM A MINHA CARA… MAS, COMO TÁ SEMPRE DE CARA AMARRADA, É CAPAZ QUE NEM COM A PRÓPRIA CARA, QUANDO SE DEPARA NO ESPELHO, ELA SIMPATIZE. VOU DEIXAR PRA LÁ, MESMO…”

Eu ri, a gerente riu. A cliente riu por último.

Na mesma semana, ligou na empresa reclamando de mim. Meu chefe conversou comigo, mas ficou por isso, “já havia perdido o cliente antes, mesmo…”

Semanas depois, uma ligação pedindo que eu comparecesse em determinado horário na delegacia.

Na oitiva, na mão da delegada, prints da conversa desnecessária. Queixa por difamação.

Que mancada a minha!

Ainda que a gerente, que eu achara ser confiável e provou não ser, mostrando o que falei com ela em seu telefone particular para a patroa, podendo evitar tudo isso e enterrar a conversa, que aliás, partiu do comentário dela (em vão, pois foi demitida na semana seguinte), o erro foi meu em dizer aquilo pra um funcionário de meu cliente (ainda que não estivesse comprando).

Minha atitude gerou aquela situação.

O processo acabou não dando em nada. Mas só o risco e o constrangimento…

A questão é que quando escrevemos, por não termos contato com a emoção de quem lê e conseguirmos ocultar também a nossa própria emoção, não olhando no olho, tomamos mais coragem para dizer o que não diríamos pessoalmente.

Nisso podemos prejudicar nossa imagem e ainda machucar pessoas.

Assim, se não precisar dizer, não diga.

Ainda bem que o Whatsapp permite que você exclua um áudio antes de terminar um envio. Permite que exclua uma mensagem que ainda não foi lida dentro de um determinado tempo.

Evite arrumar confusões que podem causar sua demissão, seu fracasso nas vendas e ainda problemas de ordem social.

Venda no Whatsapp é muito bom! Use para cumprir sempre sua missão como Vendedor:

Servir, solucionar problemas e se relacionar com seus clientes.

 

Aproveite ao máximo o conteúdo deste artigo com nossas sugestões de leitura!