Até hoje algumas pessoas me fazem a seguinte pergunta: Como surgiu a PNL? O que é? O que faz pelas pessoas?

Pois bem, a PNL foi criada no início da década de 70 por Richard Bandler, um estudante de informática e aprendiz de Gestalt Terapia e John Grinder, professor associado de linguística Generativa da Universidade de Santa Cruz na Califórnia, que tendo como base os estudos e atuações de Fritz Pearls, Virgínia Satir e do psiquiatra Milton Erickson, se dedicaram a codificar e reproduzir os padrões de comportamento e comunicação de modelos (pessoas geniais em suas áreas de atuação).

Concluíram então que, ao reproduzi-los, era perfeitamente possível obter resultados tão bons ou próximo do nível obtido por esses gênios, então perceberam que podiam ainda ensinar outras pessoas a conseguir o mesmo e rapidamente se deram conta de que haviam descoberto muito mais do que um simples conhecimento: criaram um modelo de aprendizagem e transformação acelerada cuja metodologia denominaram Programação Neurolinguística.

Enquanto desenvolviam os seus estudos, algumas funcionalidades sobre a subjetividade humana foram descobertas, como as pistas de acesso ocular. Esses registros respaldaram os conceitos fundamentais da PNL que, são chamadas por John Grinder como “The classic code” (O código clássico) e por Robert Dilts de “The first genaration” (a primeira geração).

Assim deu-se início a esse universo poderoso de (re)programação de software associando pensamento, linguagem e comportamento.

Mas afinal, o que é PNL?

PNL é a sigla para Programação Neurolinguística, onde “neuro” refere-se ao nosso sistema nervoso, aos caminhos mentais dos nossos cinco sentidos de visão, audição, tato, paladar e olfato e “linguística” refere-se à nossa capacidade de expressão e à forma como determinadas palavras e frases refletem nossos mundos mentais. Refere-se também à nossa “linguagem silenciosa” de atitudes, gestos e hábitos que revelam nossos estilos de pensamento e crenças.

Programação veio da informática, para sugerir que nossos pensamentos, sentimentos e ações são simplesmente programas habituais que podem ser mudados por padrões de pensamentos mais elevados.

Em outras palavras: PNL é o estudo da excelência humana, a capacidade de dar o melhor de si mesmo com mais frequência, é o método prático e eficaz para realizar uma mudança pessoal, uma tecnologia de sucesso, segundo Schmidt.

O que faz pelas pessoas?

Segundo Andreas, o fundamental é que a PNL permite que você tenha a experiência que quiser. Há anos, trainers e practitioners da PNL vêm ensinando as pessoas a criarem sentimentos mais positivos, mudarem hábitos antigos, resolverem conflitos interiores e a construírem novas crenças, muitas vezes em menos de uma hora. Através da PNL, você vai descobrir como o seu cérebro funciona e como você pode fazer mais facilmente uma mudança em tudo aquilo o que quiser e necessitar, durante toda a sua vida. E poderá ainda:

  • Ser responsável por sua própria motivação;
  • Criar um futuro atraente e um caminho pessoal para alcançá-lo;
  • Construir relacionamentos mais íntimos e aprimorar suas técnicas de persuasão;
  • Apagar experiências negativas que possam travar o seu desenvolvimento;
  • Intensificar a sua autovalorização e autoestima;
  • Criar uma sólida atitude mental positiva;
  • Ter melhor acesso ao seu desempenho máximo;
  • Aprender mais rápido qualquer habilidade que quiser.

Por fim, entenda que o cérebro é fundamental para qualquer realização humana. A PNL, portanto, está na fronteira do desenvolvimento humano porque ensina os fundamentos do funcionamento do cérebro independente da sua situação e revela como você pode ser, ter e fazer muito mais com os recursos que tem disponíveis.

A Companhia Brasileira de Coaching está trazendo a Belém o Master André Percia, de Niterói-RJ, um dos mais respeitados trainers em PNL da América Latina para uma formação internacional com certificação alemã NLP-in com início em 25 de outubro, as vagas são limitadas, saiba mais.

Gostou do tema? Tem alguma experiência parecida? Compartilhe comigo, terei o maior prazer em conhecer a sua história e quem sabe, contribuir com outras pessoa que têm as mesmas dificuldades, envie suas dúvidas, sugestões, sua opinião para o whatsapp (011) 99546 8145 ou mande um e-mail para fale@cibracoaching.com.br. Você poderá fazer parte do nossa próxima edição.

Aproveite ao máximo o conteúdo deste artigo com nossas sugestões de leitura!