Tag: resultado (page 1 of 2)

Melhore a comunicação antes que ela coloque tudo a perder

É, parece que não, mas a comunicação exerce uma grande influência no comportamento das pessoas que impactam diretamente na performance individual. Parece simples, mas trata-se de um aspecto que requer um grande cuidado, pois dependendo da maneira como é recebida, pode elevar ou baixar a moral da equipe afetando significativamente os seus resultados.

Há alguns anos era muito comum ouvir um gerente usar uma linguagem e um mesmo tom de voz para todo mundo e esperar que o impacto dessa comunicação fosse um só para cada pessoa da equipe e ainda concluía dizendo: “…porque eu sou assim, quem quiser ficar que se adapte, do contrário a porta da rua é a serventia da casa”. Ou ainda: “manda quem pode, obedece quem tem juízo”, confesso que ainda cheguei a ouvir isso no início da minha carreira.

Tratar a equipe dessa forma, sem considerar o indivíduo, é como acreditar num comportamento-padrão, como se todos ali tivessem saído de uma linha de produção e hoje está mais do que claro que cada pessoa é única, indivisível e, portanto, reage diferente em relação aos diversos estímulos aos quais são impelidas. Daí a importância de prestar atenção não apenas nas palavras, mas nos gestos, tom de voz, expressão facial, postura e atitudes. Tudo conta!

Isso significa que algumas pessoas reagem muito bem à pressão e a palavras mais duras, outros, porém, podem se desestabilizar emocionalmente e ao invés de responderem adequadamente, podem até sabotar o projeto, comprometendo assim, os resultados. Desse modo, para todos os efeitos, comunique sempre com o foco no positivo, jamais no negativo, isso não quer dizer, que necessariamente você esteja disposto e feliz o tempo inteiro, mas é possível considerar aspectos a serem melhorados usando uma linguagem motivadora.

Por exemplo: ao invés de dizer “- nossa, esse setor está uma bagunça”, pode afirmar que a galera trabalha tanto que merece um lugar melhor. O que pode ser feito para ter um ambiente mais organizado?

Do mesmo modo, substitua a expressão “- deixe de ser preguiçoso” por “- eu confio em você para fazer isso até às 17h”. Evite afirmar “- Tá complicado”, mas pelo contrário, utilize: “Você pode! Já fez coisas mais difíceis antes”.

Troque o “Eu já te expliquei isso várias vezes” por “Deixa eu pensar em uma maneira melhor de te orientar sobre esse assunto”. Da mesma forma que algumas outras palavras e expressões devem ser evitadas, como:

* A palavra “não”, pois o cérebro não a reconhece como uma experiência podendo interpretar o contrário, desse modo, diga o que quer e não o que não quer.

*Substitua a conjunção adversativa “mas” pela uma conjunção aditiva “e”, já que tem a ideia de soma, adição, logo, é positiva, ao passo que o “mas”, diminui, elimina, subtrai tudo o que foi dito anteriormente podendo levar o indivíduo a distorcer todo o sentido da sua comunicação.

*Evite usar a palavra “tentar”, pois ela pressupõe a falta de empenho e dedicação para realizar algo. Não tente, FAÇA!

*Troque a palavra “se”, por “quando”, a primeira pressupõe uma condição necessária para fazer algo: “se eu conseguir …”, já a segunda nos remete a concretização, restando saber a data “quando eu conseguir …”, ou seja, a pessoa está trabalhando hoje para colher o resultado em um espaço de tempo.

* Exercite o cérebro para focar na certeza e não na dúvida, ou seja, ao invés de afirmar: “eu espero que…”, declare: “eu sei que vou aprender”, “eu consigo!”.

Quer melhorar a sua comunicação para extrair o melhor rendimento da sua equipe? Então venha com a gente desenvolver essas e outras habilidades de comunicação para aprimorar a gestão e mobilizar sua equipe para o alcance de metas. A Cia Brasileira de Coaching está com uma nova turma para o workshop de Liderança e autogestão a ser realizado no período de 27 a 28/08/2019, das 8h às 18h em Belém. Obtenha maiores informações através do nosso whatsapp (11) 99546 8145.

Caixa de texto: Nelson Vieira, é Presidente e Master Coach Trainer da Cia. Brasileira de Coaching Certified Advanced Master Coach Sênior pela Graduate School of Master Coaches (EUA/UK/Austrália)
www.cibracoaching.com.br

Gostou do tema? Tem alguma dúvida ou quer  que eu escreva sobre algum assunto em especial? Envie sua opinião para o whatsapp (011) 99546 8145 ou mande um e-mail para nelsonvieira@cibracoaching.com.br  você poderá fazer parte do nossa próxima edição.

Cuidado: Você pode estar assinando um atestado de incompetência e nem sabe

O diálogo abaixo travado entre um diretor e um gerente de departamento aconteceu há algum tempo, mas é incrível como o tempo passa, as relações mudam, novas gerações aparecem, mas o velho hábito continua bem presente nos dias atuais:

Diretor – G., por favor, oriente as pessoas do seu departamento a seguirem o fluxo de trabalho cumprindo os procedimentos e respeitando todos os itens do check list.

G. – Pow diretor, não tem como fazer isso, meu nível de operação é muito elevado. Já é demais conseguir que façam, apesar dos erros de operação, tudo acontece muito rápido, não dá tempo de ficar seguindo procedimento padrão.

O diretor então passa o mesmo comando para o gestor de outro departamento, que apesar do alto volume de informações, executa e, atende aos prazos especificados, bem como grande parte dos indicadores de performance, apresentando um bom índice de produtividade. Ao levar ao conhecimento do gerente G. os resultados do seu colega de empresa, o mesmo argumentava:

– Ah, no setor dele não tem tanta demanda como no meu;

– Lá o trabalho não é tão complexo quanto no meu;

– Ele tem mais pessoas pra executar a tarefa, eu estou com o meu quadro desfalcado, preciso contratar pelo menos mais umas três pessoas;

– Para ele é mais simples porque ele não faz nem um terço do que eu faço;

– Ele tem um aparato tecnológico melhor do que o meu.

Enfim, depois de ouvir toda a linha de argumentação do G., o diretor resolveu fazer um rodízio entre os mesmos por um período de tempo. Conclusão:

O departamento do G. passou a apresentar melhores resultados, respeitando os padrões, normas, check lists e atendendo a todos os indicadores ao passo que o outro ficou todo bagunçado, deixou de atender aos requisitos que antes atendia e a equipe se apresentava mais acomodada, desmotivada. O que houve? (sem comentários, não é mesmo?)

Pois bem, você se depara frequentemente com desculpas para justificar os maus resultados, seus ou de terceiros? É daquelas pessoas para as quais sempre está faltando algo para fazer o que precisa ser feito? Nenhum recurso é suficiente o bastante para atender a demanda que se apresenta?

Então abra o seu olho caro(a), o seu foco e atenção podem estar sendo desviados para outras questões e atividades menos importantes, e quando você pensa que com suas desculpas vai comover os seus superiores, o máximo que conseguirá é atrair a atenção dos mesmos para você (pessoa), não de forma positiva, claro! Raciocine: Como o outro consegue realizar no seu departamento e você não? E como se não bastasse, ainda vai bagunçar o que está funcionando bem no outro departamento? Parabéns, você acabou de assinar um atestado de incompetência!

Se você vive ou presencia alguma situação parecida com a do G., aceite uma dica: Procure programas de treinamento, um acompanhamento de coaching, uma mentoria, ou, pelo menos tenha a humildade para aprender o que você não sabe com o colega, entenda que é mais digno admitir que precisa se preparar melhor do que inventar mil desculpas para justificar o injustificável jogando todo o seu histórico (se é que realmente já teve um) no lixo.

Ah, e só para lembrar, entenda de uma vez por todas que empresa não é mãe e que sua carreira depende 100% de você, portanto, cabe somente a você cuidar bem dela procurando cursos para melhorar suas habilidades profissionais e desenvolvimento de liderança e autogestão (em todos os níveis da organização).  

Assuma o controle da sua carreira, vire o jogo, venha desenvolver habilidades comportamentais para aprimorar a gestão e mobilizar sua equipe para o alcance de metas. A Cia Brasileira de Coaching está com uma nova turma para o workshop de Liderança e autogestão a ser realizado no período de 27 a 28/08/2019, das 8h às 18h em Belém. Obtenha maiores informações através do nosso whatsapp (11) 99546 8145.

Caixa de texto: Nelson Vieira, é Presidente e Master Coach Trainer da Cia. Brasileira de Coaching Certified Advanced Master Coach Sênior pela Graduate School of Master Coaches (EUA/UK/Austrália)
www.cibracoaching.com.br

Gostou do tema? Tem alguma dúvida ou quer  que eu escreva sobre algum assunto em especial? Envie sua opinião para o whatsapp (011) 99546 8145 ou mande um e-mail para nelsonvieira@cibracoaching.com.br  você poderá fazer parte do nossa próxima edição.

Emoções sabotadoras: reconheça e previna antes que seja tarde demais

Você sabia que muitas vezes perdemos uma “batalha” para as nossas próprias emoções que moldam o nosso comportamento? Pois é, isso acontece porque não fomos educados para saber lidar com elas de maneira equilibrada. Desse modo, quando algo não acontece como gostaríamos, muitas vezes manifestamos atitudes infantis e imaturas diante dos acontecimentos e, infelizmente, só nos damos conta alguns (muitos) anos depois, quando já não é mais possível voltar no tempo para desfazer a “burrada”.

Leia mais…

Dicas infalíveis para desenvolver a autoconfiança e vender mais

Ainda hoje muita gente me procura em processos de coaching porque tem oportunidade no mercado. Mas, para vender algo, assim, “por não saber vender”, acabam dispensando uma grande oportunidade profissional, então eu pergunto: Quem, exatamente, não precisa vender? 

Leia mais…

Empregabilidade ou trabalhabilidade? Não importa, saiba como se manter no mercado

Empregabilidade e trabalhabilidade têm a mesma essência, é a capacidade do indivíduo se manter produtivo num mercado altamente competitivo. Enquanto a primeira trata do indivíduo em se manter formalmente empregável, a segunda expressão diz respeito à capacidade de produzir o seu próprio sustento sem necessariamente precisar de um emprego.

Leia mais…

O campeão não nasce pronto

Ontem fui convidado pela Cristiane Costa, de Belo Horizonte, a participar de uma “live” nas redes sociais com foco no propósito, medo, resultados e liderança. O tema dessa transmissão foi inspirado em uma frase de um atleta olímpico, que se referia à importância do treino duro, da abdicação, da resiliência ao conviver no limite entre a vitória e a derrota, o sucesso e o fracasso.   

Leia mais…

Explore o seu potencial e revele-se

Olhando para o seu potencial e para os resultados que vem tendo na sua vida, você acha que o seu resultado está compatível com o seu potencial?

Se o resultado estiver compatível, é provável  que você esteja fazendo aquilo que ama fazer. Mas se o seu resultado está ruim, lembre-se de acessar o seu potencial, pois ele tem muito a ver com gostar ou aprender a gostar do que fazemos.

Leia mais…

Como se relacionar de forma saudável no trabalho

Uma grande amiga certa vez me procurou dizendo que não estava se sentindo bem na empresa e que era muito ruim não ter amigos e tampouco a confiança mínima nas pessoas no ambiente de trabalho.

Leia mais…

Prepare-se, este será o seu ano!

Hey, ano novo, governo novo, presidente novo, tudo novo, pelo menos espera-se, e você? Ainda com aquelas velhas promessas? Nossa, parece que já vimos esse filme antes, de alguma forma, que tal procurar fazer diferente dessa vez? Eu estou 100% comprometido! Então, para começar, tenho algumas dicas que poderão ser úteis, no entanto, os resultados dependem mais de quem?

Leia mais…

6 dicas incríveis para ter um natal inesquecível todo dia

Nossa, já é natal de novo, o tempo voa e quando percebemos lá se foi mais um ano. Quando nos damos conta, parece que está tudo diferente na cidade, no bairro, no condomínio, em casa.

Leia mais…

« Older posts

© 2019 Literare Books

Theme by Anders NorenUp ↑