Tag: qualidade de vida

Você possui as coisas ou elas te possuem?

Precisamos perceber a diferença em ter coisas para si ou permitir que coisas nos tenham.

Quando adquirimos algo, tomamos posse do que foi adquirido, guardamos onde queremos, atribuímos-lhe um nome, temos a decisão de emprestar o bem adquirido ou não. Quem é dono de algo pode até mesmo escolher em dar sua propriedade a alguém. Ou seja, quem possui algo tem a total liberdade de manipulação da sua posse, usando-a como e quando quiser. O dono é um ser autônomo e livre.

Leia mais…

Uma habilidade que gera prosperidade

O incrível poder da presença

Você já se sentiu totalmente perdida no tempo? Desconectada do momento presente? Preocupada com algo futuro ou presa em alguma situação do passado? Já percebeu que muitas vezes perdemos oportunidades e momentos importantes de nossas vidas?

Leia mais…

8 Dicas para você cuidar da parte mais sensível do seu corpo: o bolso

Segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) publicado no site da *Agência Brasil, o número de inadimplentes no país cresceu do mês de julho para agosto de 2018. A parcela de famílias com dívidas passou de 59,6% para 60,7% o que corresponde a aproximadamente 63,4 milhões de brasileiros com dívidas em atraso de acordo com o SPC (Serviço de Proteção ao Crédito).

A situação é tão preocupante, que, o **jornal Estadão compara esse número como equivalente à quase totalidade da população da Itália, sendo que o cartão de crédito continua sendo o grande vilão com 76, 8% dessas dívidas, seguida de carnês (14,2%), financiamento de carro (10,4%) e de casa (9%).

Leia mais…

Não seja refém: desenvolva a autorresponsabilidade e tenha resultados incríveis

Concordo que responsabilizar outras pessoas pelo nosso fracasso é muito mais confortável e menos “sofrível”, mas assumir a responsabilidade pelos próprios atos e pelos resultados que dele vêm, é libertador e gratificante. Repare que enquanto isso não ocorre, todas as vezes que deixamos de fazer algo ou ficamos empatados pelo comportamento de outra pessoa, perdemos muito tempo lamentando, reclamando e muitas vezes acusando e ouvindo justificativas, muitas das quais injustificáveis, me arriscaria a dizer: a esmagadora maioria dos motivos não tem uma real explicação! Esse é um tempo precioso que poderíamos alocar para fazer algo no sentido de mudar a atual situação, como essas a seguir:

Leia mais…

O poder de expressar os sentimentos nos relacionamentos

Outro dia estava conversando com uma amiga e me chamou a atenção como é desafiador falarmos com o coração, falarmos de nossos sentimentos. Acredito que muito disso tenha haver com medo, culpa e tristeza; sentimentos que podem ficar camuflados por um bom tempo. Quando temos essa dificuldade de reconhecer e até mesmo expressar nossos sentimentos, damos “dicas” para que a outra pessoa entenda o que pensamos ou perceba o que sentimos.

Leia mais…

© 2019 Literare Books

Theme by Anders NorenUp ↑