* Por Adriana Lima

 

No contexto atual do mercado de trabalho, o cenário exige que o bom profissional desempenhe várias tarefas simultaneamente no seu ambiente corporativo, na vida pessoal, aplique seu tempo e invista mais em estudos, ainda precisa sobrar um horário para o descanso e aquele momento para desfrutar do convívio com a família, uma verdadeira maratona contra o relógio para aproveitar o máximo as horas do dia e desenrolar as atividades do cotidiano.


Uma noite de sono profundo com qualidade suficiente para repor o desgaste de energia tem sido quase que um desafio no mundo moderno, dormimos pouco e com baixa qualidade do sono.

O stress diário causa uma descarga muito grande de substâncias nocivas ao corpo, que prejudicam o desempenho da saúde física, mental e emocional, acarretando danos ao corpo, ao cérebro e até nas relações de trabalho.

O cortisol é o hormônio presente no organismo que está diretamente ligado ao fator stress, não que ele seja o grande vilão dessa história, mas o cortisol precisa estar em uma quantidade equilibrada no corpo para que a máquina funcione perfeitamente  como uma engrenagem quando for solicitada.

Esse hormônio que o corpo produz naturalmente, é fabricado pelas glândulas adrenais, é responsável pelo controle do nível de stress de cada indivíduo. Esses níveis podem variar, o cortisol precisa estar alto pela manhã, proporcionando maior energia para o dia que se inicia, também está ligado diretamente com a produção de serotonina, responsável pelo prazer e sensação de bem estar.      O ideal é que este hormônio esteja alto pela manhã e baixo ao anoitecer.

O cortisol alto causa aumento de peso, perda de massa muscular, falhas de memória, lentidão no aprendizado, etc.

Quando os níveis de cortisol estão baixos podem causar alguns sintomas que afetam a disposição e a produtividade do indivíduo como, por exemplo: cansaço crônico, franqueza, desânimo, depressão, falta de interesse, isolamento, etc.

Exames médicos são indicados para detectar ambos os casos, seguido de tratamento com um profissional capacitado.

Já que não existe fórmula para fugir do stress, o grande desafio é aprender como administrá-lo no momento em que o cortisol é liberado, sabemos que não é apenas no ambiente de trabalho que encontramos situações desafiadoras, mas em qualquer local ou situação, no ambiente familiar, nos relacionamentos, no trânsito, etc..

Uma noite de sono com qualidade pode ser o primeiro passo no tratamento contra stress.

Má qualidade do sono também está ligada a baixa imunidade, uma vez que é no período de descanso profundo que o corpo produz as substâncias de defesa do organismo contra bactérias, vírus e outros agentes que podem causar infecções, inflamações ou doenças. Quem é quem nunca foi nocauteado por uma forte gripe ou resfriado, por estar com a imunidade baixa?

Para entender sobre o sono é importante conhecer as suas fases:

Fase 1: Sono leve, fácil de ser acordado, o músculo pode ter pequenos espasmos, olhos em músculos desaceleram.

Fase 2: Nesta fase suas ondas cerebrais tornam-se lentas e movimento dos olhos param, o corpo esfria. Mais da metade do sono é gasto nesta fase.

Fase 3: Aqui inicia o sono profundo, o cérebro emite ondas Delta, combinada com ondas mais rápidas. Já é mais difícil de ser acordado.

Fase 4: A fase mais importante, chamada de o sono REM ( Rapid eyes moviement ou Movimento rápido dos olhos). Neste período de sono que o organismo se recompõe para as tarefas do dia seguinte. Aqui inicia os sonhos, momento que o cérebro descansa das às atividades que foram executadas durante o dia e se prepara para a manhã seguinte.

Todos os estágios são importantes para descanso e relaxamento do corpo e da mente de cada indivíduo. Pessoas com problemas de insônia, geralmente não conseguem passar da fase 1, isso afeta sua produtividade no dia seguinte, pois não estão totalmente revigoradas para as novas tarefas pela manhã.

As queixas por uma noite de sono ruim são: cansaço, fadiga crônica, desânimo, falta de apetite, sono durante o dia todo, que causam impacto na performance do indivíduo no trabalho.

Já nas relações sociais a falta de ânimo causa certo isolamento, tristeza e pode chegar até ao estado de depressão, já que o cansaço o impede de ter vida social saudável, a pessoa evita sair de casa para colocar o sono em dia. Os amigos também param de fazer convites, pois já sabem que a resposta será a mesma: “Estou muito cansado para sair hoje”.

O que fazer?

Para ajudar a ter uma boa noite de sono o uso de  melatonina é muito eficaz nestes casos, trata-se de um hormônio produzido pelo corpo humano, auxilia na indução do sono, estimulado pela escuridão do ambiente, com o passar dos anos o corpo diminui a produção deste hormônio, que pode ser prescrito por médico, não causa dependência e não é considerado psicotrópico, porém não deve ser usada diariamente , pois o organismo torna-se preguiçoso e  deixa de produzir esse hormônio naturalmente.

Atividades físicas regulares também ajudam para melhorar seu desempenho, pois os exercícios aumentam a capacidade do corpo para reagir à vida e respondem melhor aos estímulos.

Acompanhado de hábitos saudáveis como não fumar, uso moderado de bebidas alcoólicas, boa alimentação, evitar alimentos industrializados, gordurosos também causam impacto no corpo, na saúde e consequentemente na sua produtividade durante o dia.

Rotina saudável fornece ao organismo mais nutriente para gastar esse estoque de energia nos momentos em que o indivíduo for solicitado, seja no trabalho ou numa situação de stress.

Para recarregar as baterias também vale lembrar que saúde emocional, que compreendem as relações de afeto, produzem estímulos-respostas positivas ou negativas que interferem no ambiente interno-emocional que refletem no nível de qualidade de vida de cada um.

Com relação as tarefas, ao invés de tentar fazer multitarefas e ficar correndo de um lado para outro e não finalizá-las, é mais indicado manter o foco em uma única tarefa de cada vez, com início, meio e fim.

Produtividade também tem ligação com esforço, autoconhecimento, priorização de tarefas, mapeamento de níveis de atenção, atitude mental positiva, disciplina, etc.

São ações que fornecem mais vitalidade, para aumentar seu rendimentos e deixar de lado aquela preguiça ou cansaço que faz adiar suas tarefas para amanhã.

Leia também http://www.sono.org.br/

http://www.literarebooks.com.br/blog/administrando-as-emocoes/

 

Adriana Lima

 MBA em Comunicação Empresarial

Técnica em Segurança de Voo

https://instragram/adrilima111

 

Aproveite ao máximo o conteúdo deste artigo com nossas sugestões de leitura!