*Por Valtermario Rodrigues

Nada do que foi será; de novo do jeito que já
foi um dia;t
udo passa, tudo sempre passará…;

Lulu Santos

A mudança é um processo contínuo e faz parte da vida de todo e qualquer ser humano.

Mudanças podem acontecer de duas formas:

  • Ou são impostas, seja  por força de uma limitação de saúde, por força de uma situação financeira incompatível ou até mesmo por pressão da família ou da sociedade, enfim…
  • Ou simplesmente acontecem por iniciativa do próprio ser humano, a partir do momento em que vislumbra  possibilidades interessantes e coloca em prática projetos de vida, seja no âmbito pessoal ou profissional.

O processo de mudança pode implicar em caminho árduo até a conquista do sucesso. É importante focar no objetivo final e seguir em frente, resistir firmemente e não desistir no meio da caminhada.

É exatamente nesse contexto que se fundamenta o processo de coaching.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Coaching, o processo de coaching visa aumentar o nível de resultados positivos de indivíduos, times ou empresas por meio de uso de técnicas e ferramentas conduzidas por um profissional habilitado (o coach) em parceria com o cliente ou coachee. Esse processo é extremamente efetivo para a elevação de desempenhoaumento de autoconsciênciafoco em resultadosotimização das estratégias de pensamentosentimentodecisãofocar fortemente em ação e aprendizado, com melhoria contínua e consequente aumento de conquistas e resultados.

“Tudo muda o tempo todo”

O próprio eixo da terra, após um tremor de 9 graus de magnitude na escala Richter, que ocorreu em 11 de março de 2011devastou a costa nordeste do Japão. Seu impacto foi semelhante a 27 mil bombas atômicas e gerou um tsunami com ondas de até 10 metros de altura.

Pelas estimativas oficiais, divulgadas seis meses após a tragédia, passou de 20 mil o número de mortos e desaparecidos. O terremoto foi violento ao ponto de deslocar em 10 cm o eixo de rotação da terra. Em consequência, os dias ficaram mais curtos: cada dia passou a ter 1,8 microssegundos a menos, ou seja, um minuto a cada 70 anos. Instrumentos de alta precisão, como os relógios suíços, já não são capazes de medir, acuradamente, às 24 horas do dia.

O terremoto do Japão foi o sétimo mais intenso da História da humanidade.

Recomendo a leitura do livro “A NeoEmpresa: O futuro de sua carreira e dos negócios no mundo em reconfiguração”, de autoria de César Souza:  O livro aborda de maneira bem interessante a necessidade de mudar o modelo mental, a forma de pensar para desenvolver algo que ilumine melhor, de modo mais claro, perene, intenso e condizente com a nova e cambiante realidade, e cita a seguinte frase: “A lâmpada não é a evolução da vela”. Trata-se, pois, de inventar a lâmpada para lançar uma luz mais apropriada aos novos tempos desse universo empresarial em reconfiguração.

E segue dizendo: temos de inventar o futuro. O futuro é o passado pelo qual queremos ser lembrados; o legado que pretendemos deixar. Temos, portanto,  que cultivar o que será nossa herança para as próximas gerações.

Já é necessário buscar soluções inovadoras para situações que nem conhecemos ainda – para que  a sua carreira e a empresa em que você trabalha tenham um futuro mais saudável.

“Nada do que foi será como antes”

Que o mundo tem mudado de maneira significativa não é segredo para ninguém. Velhas fórmulas não funcionam mais. Estamos cheios de desafios, mas temos enfrentado dificuldades para executar as estratégias e aproveitar melhor as oportunidades que não estamos sabendo capturar.

Esses são trechos do livro de César Souza e que nos levam a profundas reflexões:

Será que estamos precisando sair da zona de conforto, arriscar, pensar em novas possibilidades e adaptar-se a uma nova realidade.

Pense nisso e em quanto o coaching pode ajudar nesse processo.

*Valtermario Rodrigues

Analista, Bacharel em Administração de Empresas com Habilitação em Marketing pela UNICENID – Faculdade de Ciências Gerenciais da Bahia; MBA Executivo em Gestão de Empresas pelo CENID Business School. MBA em Liderança Coaching pela Faculdade Hélio Rocha.

Aproveite ao máximo o conteúdo deste artigo com nossas sugestões de leitura!