A boa comunicação é uma competência essencial para bons resultados em nossas vidas. Não se refere apenas ao falar, mas também ao ouvir e se relacionar com o ambiente e pessoas.

Como está a sua comunicação hoje? Você se sente compreendido? A responsabilidade sobre a comunicação é de quem emite a mensagem. Uma importante ferramenta para passar sua informação e inclusive verificar se foi bem compreendida é o feedback.

Quando pensamos em feedback, diferentes opiniões sobre o assunto podem vir à mente, pois é um   tema muito abrangente que pode gerar impactos em diversas situações.

Alguns subestimam o assunto, achando que é somente falar o que pensa e dar retorno às situações. Você pode pensar, “mas eu sei fazer isso”, então provavelmente você deve ter um método, certo? Este é um ponto importante, pois muitos líderes são competentes e seus feedbacks são efetivos, porém são realizados com base em seu conhecimento tácito, o que dificulta no momento em que é preciso desenvolver e replicar para o time.

Outros superestimam a sua complexidade, imaginando ser um processo difícil e não aplicam em seu cotidiano. Na realidade, o feedback é uma ferramenta simples de aplicar, basta seguir uma estrutura. Como ser rápido e efetivo?

 FOQUE NO DESENVOLVIMENTO:

O crescimento da sua equipe poderá ser feito através de ajustes de comportamentos improdutivos e estímulo da busca por soluções para acelerar os resultados. Proporcionando uma visão clara das expectativas, dos pontos a melhorar, aumentando o foco e a produtividade.

O QUE PODE DAR CERTO:

Ao estimular o aprendizado sendo específico com relação aos pontos negativos e positivos, o líder constrói um ambiente de colaboração e confiança, facilitando a resolução dos problemas e a lapidação de competências e comportamentos. Como consequência um time mais confiante.

O CAMINHO ERRADO:

O que dificulta a aplicação são fatores como: focar no erro, na busca pelo culpado e principalmente a vontade de “descontar” a insatisfação no outro. A consequência desse comportamento é gerar um time que provavelmente se sentirá incompetente, incapaz e sem direção para os próximos passos.

O SEGREDO:

Ser sincero é fundamental para que o feedback gere efeito. O líder deve proporcionar novas  opções  para o seu time, expandindo a visão sobre o fato ou comportamento na busca do entendimento e da solução do problema. Existem três perguntas-chaves que podemos incluir em nosso cotidiano, consideradas como o alicerce do feedback que contribuirão para o time enxergar o real desafio, o que pode ter ocasionado este desafio e como novas soluções podem ser alcançadas.

O que está acontecendo?

Por que isso está acontecendo?

Como as coisas podem ser feitas de uma maneira melhor?

Existem duas formas muito utilizadas. A primeira é o Sanduíche, indicada para desempenho positivo constante e com alguns pontos a serem melhorados. A segunda é o Feedback Corretivo, utilizado em situações de baixa performance.

FEEDBACK SANDUÍCHE

1º Falar sobre o desempenho satisfatório.

2º Evitar as palavras: mas, porém, só que, pois anulam o elogio.

3º Mostrar os aspectos a serem melhorados sendo específico.

4º Concluir demonstrando confiança no liderado.

Feedback corretivo

Deve focar no fato específico, descrevendo o problema, deixando  claro o que você sentiu e qual o impacto no ambiente. Permitindo ao liderado que ofereça uma solução para que este evento não torne a acontecer. Faça em particular ou se for resultado do time como um todo, pode ser feito em grupo.

Fique atento:

Fale do comportamento e não do liderado, pois comportamentos podem ser desenvolvidos.

Confirme se a mensagem foi compreendida validando os próximos passos.

Dê o feedback o mais breve possível, após um longo período não terá o mesmo  efeito  e  poderá  dar abertura para justificativas, outro fator que também deve ser evitado, pois a responsabilidade é a base de um bom desenvolvimento.

Perceba a diferença e o impacto dos exemplos:

Feedback destrutivo

Bia, sua apresentação não está boa, o que a diretoria vai pensar sobre isso?

Reação de Bia: Sou mesmo uma incompetente, nada do que faço é bom, nunca chegarei em lugar nenhum.

Feedback construtivo

Bia, o conteúdo está bem interessante, a linguagem da sua apresentação está informal, para o nosso público, formalidade é relevante. O que você propõe para sermos efetivos?

Reação de Bia: Sei exatamente onde preciso melhorar, farei a adequação da linguagem da minha apresentação.

Agora escolha, como será o seu feedback?

Bárbara Viana & Elaine Sbrissa

Sócias da Carreira Coaching, master coaches e analistas comportamentais.

www.carreiracoaching.com.br contato@carreiracoaching.com.br

→ Aproveite ao máximo o conteúdo deste artigo com nossas indicações de leitura

coaching_de_carreira_2