Falar de cobrança internacional é um tema com um grau maior de complexidade, pois há um temor natural e compreensível dos empresários exportadores de expandirem seus mercados, políticas de créditos e oportunidades em terras longínquas. E para mitigarem os riscos do negócio, muitas vezes suprimem também as oportunidades de crescimento.

A maior parte das empresas exportadoras adotam políticas de “pague antes e leve depois”, além de carta de crédito e outras garantias para mitigação de riscos.  Poucas são – e isto se reserva as grandes empresas e multinacionais – que tem condições de investir em seguro de crédito internacional e possuem uma cultura de investimentos em papéis, a título de prevenção.  

Assim como no Brasil, para alguns países, a falta de investimentos políticos em incentivos tributários, infraestrutura e inovações, também são fortes agravantes de retração.

Sai na frente quem tem maiores incentivos e uma dose maior de ousadia e coragem empreendedora, para deixar de lado o receio que muitas vezes é causado por falta de conhecimento.

O que temos hoje em nosso país que pode nos assessorar em momentos críticos junto aos nossos parceiros internacionais numa eventual quebra de acordos e não pagamentos? Quais são as minhas alternativas como empresa exportadora?


Sabemos que há alguns obstáculos a se vencer que podem encarecer e deixar ainda mais arriscado o processo de cobrança internacional, que são as barreiras da língua, das leis, as geográficas, culturais, financeiras e políticas de cada país. Muitos escritórios de advocacia prestam serviços internacionais, mas não basta ser bilíngue e adotar práticas comuns de acionamento do devedor, é preciso ter muito conhecimento das melhores práticas locais para poder obter os resultados desejados, em especial, junto a quem iremos negociar, que esta cada vez mais exigente e consciente de seus direitos em qualquer parte do mundo – o inadimplente.

Então, como aumentar as exportações com mais segurança?

Foi pensando nisto, que há mais de três décadas surgiu a TCM Group na Bélgica, hoje uma referência respeitada como um dos maiores conglomerados de Crédito & Cobrança do mundo, que ajuda empresas e exportadores nos cinco continentes, a cobrar in loco em mais de 150 países, e a derrubar todas as barreiras para garantir que o dinheiro não tenha fronteiras.

No Brasil é representado pela Way Back há mais de 20 anos como único e exclusivo acionista, que recebe demandas para recuperar créditos e ativos do mundo todo em nosso território nacional, bem como envia demandas de contratantes brasileiros, através da TCM Group, para cobrar no país de origem do inadimplente. Você sabia disto?

 E o melhor, além de toda seriedade e agilidade no processo, o contratante só paga no sucesso, leia-se dinheiro na conta bancária, que é uma premissa básica de comprometimento adotada pelo grupo a nível mundial.

Em outras palavras, a metodologia de cobrança adotada pela TCM Group permite entrar junto com o cliente contratante no risco, certos do sucesso nos quatro cantos do mundo, e segurada mundialmente em suas transações pela Allianz Seguros, o que provê ainda mais segurança e tranquilidade aos seus contratantes exportadores.

Se o dinheiro não tem fronteiras, a Way Back Brasil – TCM Group também não.  

Saiba mais. www.wayback.com.br/internacional e www.tcmgroup.com

Aproveite ao máximo o conteúdo deste artigo com nossas sugestões de leitura!