Categoria: Empreendedorismo (page 1 of 6)

Você tem visão de futuro?

Creio que todos nós paramos em algum momento para refletir sobre nossas jornadas. Sobre decisões que foram tomadas ao longo da vida e o porque muitas deram certo e outras não. O que aconteceu? Que fatores externos cooperaram para isso? Onde eu errei?

É lógico que muitos fatores externos compreendem como sendo parte do conjunto e, às vezes, modificam o caminho a ser percorrido. Portanto, a reflexão que quero fazer é: o que você fez para evitar as influências dos fatores externos na sua vida?

Acontece o imprevisto, ou melhor, há uma situação que não foi compreendida há tempo. Muitas vezes, cedemos à vontade de crer que existem fatores externos que fogem do nosso domínio. É mais fácil acreditar nisso como uma verdade do que entender que nossas ações diante as circunstâncias fazem toda a diferença.

A ação é um modo organizado e coeso de refletir, experimentar e principalmente de reagirmos em relação aos eventos ocorridos em nosso caminhar.

Existe uma série de ferramentas para nos ajudar na tomada de decisão, como por exemplo, as utilizadas pelo coach. Esse é um profissional que pode te amparar muito, pois ele vai te apoiar focando em um processo bem estruturado que guia as pessoas a alcançarem metas na vida pessoal e profissional.

O primeiro passo no caminho é ter visão de futuro, é saber onde desejamos ir.

Quando nossa visão é curta e refletimos exclusivamente no hoje, estamos inconscientemente “apertando o piloto automático” e deixando que as coisas sigam seu próprio rumo. Deixamos de comandar as nossas próprias vidas.

Visão de futuro são imagens mentais que nos guiam para agir e tornar nossos sonhos realidade e, é ela que nos dá direção, criando sentido à vida.
Quando somos imediatistas damos demasiada importância ao que está mais próximo no tempo, que vive literalmente o “carpe diem“, é, de certa forma, sermos insensatos, pois acabamos sofrendo de uma “miopia temporal”. Percebemos que o futuro chega e cobra seu preço pelo passado e sem planejamento prévio.

Por outro lado, existem aquelas pessoas que adiam tanto seu agora que vivem um enorme vazio, e desperdiçam as oportunidades com o excesso de atenção pelo amanhã. Desprezam toda e qualquer ação hoje e desenham em exagero o amanhã.

Quer um exemplo disso? Quando falamos que iniciaremos um novo projeto na próxima semana estamos inconscientemente nos privando de nossa visão de futuro – precisamos dispor de mais tempo, porque um projeto novo exige maior dedicação. Uma vez poupada à decisão de obter visão de futuro e de iniciar o novo projeto hoje, resolvemos então desfrutar de um prazer breve e imediato – exemplo: sair para um café com as amigas ou visitar um parente, fazendo com que a sensação de bem-estar – liberdade, faça uma poupança, ou seja, armazenamos os “juros” na forma de liberdade – ganhando mais tempo. Estamos adiantando o prazer imediato para pagarmos os juros lá na frente representados pelo excesso de trabalho.

Já quando nos privamos das horas livres e decidimos iniciar o novo projeto hoje, sem postergar nossa decisão e sendo fiéis a nossa visão de futuro – ser bem sucedido, realizado, reconhecido; percebemos que teremos um futuro proveitoso, garantido e em menor tempo. Privamo-nos no presente para colher o prazer – sucesso lá na frente.

Sendo assim, devemos pesar o prazer hoje ou o prazer no futuro? Essa decisão também depende da ação de cada pessoa.

Reflexão: 
Necessitamos buscar a satisfação imediata? 
Ter ou fazer hoje o que desejamos a qualquer preço?
Qual é o meu propósito? 
Onde quero chegar? 
Que herança quero deixar nesta vida? 

Sem abranger, aqui estamos nós igualmente sendo aventurados a tomar infinitas decisões todos os dias.

Acreditamos realmente que nós somos os únicos responsáveis pela realização do nosso futuro? Combatemos à vontade de inventar uma desculpa para nossos erros e fracassos? O que nos leva a tomar a decisão certa entre o agora ou o futuro? Eu digo que: sua visão de futuro, seu ideal é sua ação.

Agora é com você! Arregace as mangas e não deixe para amanhã, visualize o seu futuro e planeje sua vida com determinação. O que você quer e como pretende chegar lá. Seu futuro depende principalmente de você!

…………………

Sobre a autora:

Lane Lucena, psicanalista clínica, pós-graduada em comportamento organizacional e gestão de pessoas. Pós-graduanda em TEA – Transtorno do Espectro Autista. Especializações em psicopedagogia clínica e psicologia e saúde mental. Idealizadora do Viva Sua Essência e do Psiqueanalise.com. Pesquisadora da Escrita como recurso terapêutico e Facilitadora de Práticas de Atenção Plena. Criadora da Metodologia “Flor&Ser – florescendo a escrita expressiva” – um recurso que utiliza a escrita terapêutica.



O uso da criatividade e da inovação na comunicação

Por: Sergio Bialski

Ao longo dos mais de vinte anos de minha carreira como Gestor de Comunicação em grandes empresas, e dos dez anos como professor universitário, pude perceber um traço comum, tanto entre meus colegas de trabalho como entre meus alunos, que é a valorização da criatividade e da inovação como elementos essenciais para o sucesso.

Leia mais…

Qual o perfil ideal de vendedor para a sua empresa?

O mercado vem passando por algumas dificuldades devido à instabilidade econômica e política do país. Grande parte das empresas vem apresentando quedas consideráveis em suas vendas, tendo como uma de suas principais consequências, o aumento de profissionais desmotivados potencializa os reflexos negativos nos resultados financeiros.

Leia mais…

Empreendedor, crescer é possível apesar dos desafios. Veja como:

Hoje o papo é com os empreendedores, sim, com esses que movimentam mais de ¼ do PIB no Brasil, segundo pesquisa publicada na revista “Negócios em projeção”, esses que lutam todos os dias para honrar seus compromissos e equilibrar-se entre as contas de casa, do trabalho e a realização dos seus sonhos, como aponta Isabela Bolzani, de acordo com um estudo da Endeavor que revela que “entre os empreendedores de alto impacto e alta performance (que têm características de crescimento contínuo e diferencial competitivo), 84% e 52%, respectivamente, querem tornar suas empresas maiores. Nos empreendedores em geral, que por sua vez são a maior parcela dos quase mil entrevistados, 43% afirmam ter como objetivo a garantia de renda própria ao longo dos anos”. (http://crcgo.org.br/novo/?p=15373)

Reflita, se tudo estiver correndo bem, parabéns! Você, possivelmente, já passou por etapas anteriores, mas nem por isso está mais fácil. Então, pergunte-se: Dói? Se sim, avalie se está no caminho certo e acredite, quando você mudar de nível, ela irá se dissipar, portanto, por pior que esteja o seu momento, jamais desista de arriscar, pois no futuro você poderá carregar a dor perene e irreversível do arrependimento por não ter tentado mais enquanto podia, por medo de fracassar. E se isso acontecer? Ora, avalie o que passou e pense nas lições que você extrai dessa experiência. O que você faria diferente para ter um resultado melhor? Baseado nisso, tenho uma proposta: Vamos fazer valer a pena?

Agregue talentos ao seu negócio e na medida do possível, mantenha-os. Veja aqui algumas dicas úteis sobre eles: remunere-os bem; jornadas flexíveis atualmente são um grande atrativo; normalmente gostam de trabalhar em equipe; são capacitados, não necessariamente com diploma de curso superior ou algo do tipo; costumam ser bastante produtivos e focados quando motivados, reconhecidos e apoiados; precisam sentir-se desafiados para manter-se engajados; e, lógico, querem ser valorizados.

Foque nos pontos de melhoria, em uma análise mais apurada do ambiente interno do negócio, muitos empreendedores reconhecem apenas os pontos fortes e procuram a todo custo justificar os fracos. É um grade equívoco! Estar atento às fragilidades do negócio o ajudam a pensar em alternativas para eliminá-las, isso faz com que fique atento a esses aspectos até consegui-los. Jamais desligue da melhoria contínua, afinal, sempre é bom lembrar: “Não existe nada tão bom que não possa ser melhorado”. Esse é um diferencial competitivo das empresas que conseguem se destacar no mercado.

Invista em novidades, Muitas vezes a solução não está diante dos nossos olhos, precisando sair da caixa para observar o mundo ao redor, ou seja, a solução pode estar no serviço de uma companhia aérea, na decoração de uma casa de espetáculos, no atendimento diferenciado em um restaurante ou até mesmo apreciando a performance de artistas de rua. As ideias estão à nossa disposição em todo lugar, basta ampliar os sentidos, estimular a criatividade e ajustar a aplicabilidade delas no seu negócio.

Grite! Incremente o seu marketing, antigamente se falava em dar um tiro de bazuca para atingir uma mosca, hoje essa estratégia não se mostra tão eficaz pelo custo e pelos resultados sobretudo pela mudança de comportamento do consumidor, que tem cada vez mais o controle da sua programação. Ele saíu da frente da TV e agora está na internet e tem pleno controle do que assistir. Assim, defina o perfil de consumidor para a sua empresa e vá à luta nas redes sociais, atraia a atenção de um público específico, detalhe: Você pode fazer isso com um tiro de estilingue, certeiro, com uma possibilidade muito maior de conversão em vendas, uma vez que diminui significativamente a margem de erro (aqueles desinteressados pelo seu produto ou serviço) que tem nos outdoors, busdoors, comerciais de rádio ou TV, que, se por um lado dão visibilidade, por outro não necessariamente convertem em vendas.

Planeje, replaneje, mude a rota se preciso for, quantas vezes forem necessárias, nos períodos de “vacas magras”só se pensa em reduzir ou cortar custos, o que é um grande erro administrativo. Neste cenário, ainda de acordo com Pablo Ribeiro, diretor de pesquisa da Endeavor, muitos empreendedores ficam suscetíveis a culpar o ambiente externo ao contrário daqueles com propósito, que se tornam mais resilientes e, portanto, menos provável de culpar outras coisas que não seja o próprio negócio. Nesse sentido, consideram a própria liderança e a gestão de pessoas como principais obstáculos ao crescimento empresarial.

Desse modo, é aí que apresentamos todo o nosso poder de reação empreendedora, organizando o futuro e investindo em aspectos como: apresentação pessoal, empresarial e educação corporativa., Pensando nisso, a Cia Brasileira de Coaching está com uma nova turma de líder coaching e autogestão no período de 23 e 24/04/2019 em Belém. Obtenha maiores informações através do nosso whatsapp (11) 99546 8145.

Gostou do tema? Tem alguma dúvida ou quer que eu escreva sobre algum assunto em especial? Envie sua opinião para o whatsapp (011) 99546 8145 ou mande um e-mail para nelsonvieira@cibracoaching.com.br você poderá fazer parte do nossa próxima edição.

A venda de serviços intangíveis

Embora utilize serviços de ordem intelectual, não tangível, não foi a nossa sociedade habituada a valorizar aquilo que não está ao alcance de suas mãos. Isto é, a venda de serviços de ordem intelectual, de natureza preventiva, de orientação e de direcionamento, tem uma dupla luta: a de se fixar no seu meio comercial, e a de se manter como um profissional necessário para evitar ou solucionar conflitos diversos.

Leia mais…

Empreendedor de sucesso: saiba o perfil necessário para sua empresa

Psicóloga, consultora de RH Elisangela Lima destaca quais as atitudes importantes para quem quer se aventurar num novo negócio

Leia mais…

Uma empresa deve depender de sistema e não de pessoas

Uma empresa tem como base para suas operações o estabelecimento de processos e controles, que devem ser exercidos de forma segura e permanente.

Para que suas operações não sofram interrupções e riscos desnecessários, é importante que seja adotado um sistema de processamento de dados para exercer os controles e também para estabelecimento e normatização de processos.
Leia mais…

De “Zé Ninguém” a profissional badalado: Como virei o jogo na carreira?

Apresento-lhes o Fabrício, um jovem profissional de 26 anos, formado em administração de empresas, mas atuava até pouco tempo atrás como vendedor em uma loja de departamentos e se destacava pelo fino trato com os clientes, pelo conhecimento do produto e da empresa que representava. Sempre encontrava uma saída que deixasse os clientes satisfeitos reduzindo a burocracia sem ferir os princípios éticos e, lógico, sem abrir mão do lucro. Assim, a liderança abriu os olhos para esse profissional e como reconhecimento o promoveu a gerente.

Leia mais…

O coaching como recurso estratégico de liderança

Coaching é um processo de aceleração de resultados e como tal, é um instrumento indispensável ao processo organizacional, sobretudo para as lideranças, que precisam constantemente lançar mão de um recurso para a obtenção de resultados positivos para a empresa.

Leia mais…

Por que investir em coaching?

Investir em coaching é caminhar de forma rápida e eficiente rumo à realização e ao sucesso!

Todos  temos a capacidade de chegar onde desejarmos, mas são poucos os capazes de usufruir de todo esse potencial. Pensamentos limitantes, baixa autoestima e medo são alguns dos obstáculos que nós mesmos colocamos quando nos vemos diante de desafios. O coach atuará ao seu lado, mostrando ferramentas e dando orientações para que você seja capaz de enfrentar e superar todos eles.

Leia mais…

« Mais posts

© 2019 Literare Books

Theme by Anders NorenUp ↑