Muito se fala sobre os atletas de alto rendimento, é possível citar vários em diferentes esportes. A dúvida de muitos é como conseguem atingir tal nível e lidar com a pressão e o assédio que o sucesso gera. Há atletas que após encerrarem suas carreiras conseguem manter um padrão, multiplicando seus ganhos, enquanto alguns continuam em outras áreas ligadas ao esporte e outros partem para o empreendedorismo.
Em contrapartida existem diversos talentos que não atingem seus sonhos e os resultados esperados, ou atletas que ao final da carreira não conseguem ter foco para continuar sua trajetória.

Por que alguns atingem seus sonhos e outros não?

Posso dizer, por experiência própria, que tenho ligação com o esporte desde muito novo e vejo que quando jogava futebol tinha capacidades e habilidades para ser jogador profissional. Naquela época, eu não tinha autoconfiança e deixava me abalar facilmente pelas opiniões alheias.

Veja exemplos dos atletas que despontam hoje em seus esportes: Cristiano Ronaldo, Messi, Lebron James, Michael Phelps, entre outros. Isso sem contar os que já encerraram suas carreiras e continuam mantendo seu crescimento.
O que esses caras tem em comum?

Costumo dizer que é a Tríade da Alta Performance (Físico, Técnica e Mente). Um fator chave é a capacidade de Inteligência Emocional que eles possuem que lhes permitem usufruir do seu máximo potencial.

Para muitos que veem esses atletas performando dessa forma, pode parecer fácil atingir este padrão. Só que em algum momento no inicio de suas carreiras eles não tinha a estrutura e nem os recursos que eles possuem atualmente.

Então o que eles fizeram?

Pode ser consciente ou inconscientemente eles foram criando musculatura emocional que os permitiram ir crescendo e desenvolvendo a cada dia. Fatores como o ambiente onde cresceram, família, amigos, outros.

Vejo que o maior diferencial foi a positividade que tiveram para enfrentar seus desafios, onde acreditaram primeiramente em seus sonhos. Foram persistentes, resilientes, autoconfiantes, controlaram suas emoções, foram consistentes e desenvolveram conhecimentos, habilidades e atitudes que os permitiram evoluir constantemente em suas jornadas.

O que muitos têm em comum?

 

Muitos têm um sonho e vão atrás dos seus sonhos, porém são poucos os que planejam a sua jornada e persistem para atingir seus objetivos.

São muitas histórias de vários atletas que tiveram de insistir por diversas vezes para serem aprovados em testes.
Ter talentos e habilidades natos não é garantia de sucesso. Para isso, é necessário desenvolver constantemente a Inteligência Emocional, que lhe permitirão encontrar os caminhos para desenvolver ainda mais suas aptidões físicas e técnicas.

Conclusão

Ter aptidões físicas e técnicas são essenciais no esporte, porém não são garantias de sucesso. Hoje há muitos jovens talentosíssimos que por pressão e falta de orientação, não desenvolvem sua Inteligência Emocional. Assim, acabam não atingido todo o potencial que poderiam, por falta de foco, planejamento e ações que permitiriam ser um atleta diferenciado.

Trabalhar e desenvolver a Inteligência Emocional permite despertar resultados fantásticos, acessando o máximo do físico e da técnica.

 

Veja também: Como Vencer a Procrastinação

 

Um Abraço!

Aproveite ao máximo o conteúdo deste artigo com nossas sugestões de leitura!