A partir do momento que você decide assumir de verdade o controle da sua vida, começa a perceber que você não é vítima de situação alguma.

Você traz para si aquilo que um dia escolheu, seja por ações conscientes ou inconscientes. 

Atraímos para perto de nós pessoas com os mesmos padrões vibratórios e, que curtem viver de forma semelhante a nossa.

A máxima cunhada pelo escritor e palestrante americano Jim Rohn, afirma o seguinte: nós somos a média das cinco pessoas que mais passamos o tempo.

Então, comece a observar em qual mesa anda se sentando. Essa mesa agrega valor a sua vida? Te faz evoluir? Te faz bem?

Pois, estar ou não estar com algumas pessoas e em certos ambientes é questão de escolha.

E se é escolha, como você pode se fazer de vítima?

Se você, diariamente, continua com os mesmos pensamentos, convivendo com as pessoas de sempre, realizando as mesmas ações, como esperar resultados diferentes?

E quando as coisas dão errado e não saem do modo que almejou você coloca a culpa em Deus, no patrão, nos amigos ou na família? É isso mesmo? Como assim?

Assuma de uma vez por todas a responsabilidade da sua vida, seja o autor da sua história, levante-se, sacuda a poeira, erga a cabeça e decida fazer diferente. Entenda que toda ação gera uma reação e você é o único “culpado” e responsável pelas suas derrotas, bem como pelas suas vitórias!

O nome disso é autorresponsabilidade, virtude essencial para uma vida plena e feliz!!

Wall Rocha
Hipnoterapeuta, Psicanalista e Coach
Doutoranda em Psicologia e Mestre em Gestão e Avaliação da Educação Pública

Wall Rocha


Aproveite ao máximo o conteúdo deste artigo com nossas sugestões de leitura!