Autor: Aguinaldo Oliveira

O “Mané”, vítima de sua própria malandragem.

Malandro é Malandro e Mané é Mané… com essa frase, que ficou famosa na música de Bezerra da Silva, se resume tudo aquilo que acontece hoje em nossa tão frágil civilização. As pessoas não se preocupam com o coletivo, mas apenas com a sua individualidade. É bonito ser Malandro, ainda que a etimologia da palavra dissesse exatamente o contrário.

Leia mais…

A necessidade insana da equiparação com os amigos

A sociedade vive em grupos e o ambiente de trabalho não deixa de produzi-los. Pessoas descobrem que gostam das mesmas coisas e selam amizades, indo juntos pras baladas, shoppings, churrascos de final de semana, etc. Muitas vezes o individuo deixa a empresa e permanece amigo do outro ainda por muito tempo ou até mesmo pelo resto da vida. E é justamente aí que começam acontecer, ainda que involuntariamente, as comparações profissionais, quando um fica pensando se o outro que trabalhou junto dois anos antes está melhor ou pior que ele.

Leia mais…

A experiência que te atrapalha

hardy-1

Uma das grandes diferenças entre o mercado de trabalho atual e aquele que a geração passada conheceu está na valorização da experiência. Antes, as empresas faziam questão de contratar pessoas pela experiência que tinham naquela função e hoje, ao contrário de antes, observa-se muito o perfil. E os motivos são muitos, tanto que vou convidar você, leitor, a viajar um pouquinho comigo pelo tempo e observar os cenários de cada época.

Leia mais…

Não esquenta a cabeça, senão caspa vira mandiopã

Pra quem não lembra, Mandiopã era um salgadinho muito popular nos anos 80, a base de mandioca e que tomava forma ao ser mergulhado no óleo quente. Nessa mesma época, o livro “Feliz Ano Velho”, de Marcelo Rubens Paiva, fazia sucesso entre os jovens por ser um dos primeiros a serem liberados pela censura militar trazendo palavrões e passagens mais picantes. Este livro e o “Eu, Cristiane F., 13 anos, drogada e prostituída” eram a grande febre da molecada da minha idade.
Leia mais…

© 2019 Literare Books

Theme by Anders NorenUp ↑