Você tem visto o dia passar e parece que não fez nada? Se parar para olhar para tudo o que pretendia realizar te dá um nó na boca do estomago e só a noite percebe a futilidade do dia e se sente cansado mesmo assim? Proponho então termos uma conversinha sobre produtividade.

A produtividade está totalmente ligada as nossas decisões diárias, é muito provável que muitos de nossos dias são absorvidos por horas de inatividade, mesmo que ocupados em demasia. Isso acontece porque nosso cérebro costuma “economizar energia” e sempre pega o caminho mais fácil, e isso faz que as pessoas tenham ações no piloto automático. O que estou dizendo é que simplesmente fazemos coisas diárias que não tem valor nenhum para alcançarmos nossos objetivos. As perguntas que sugiro neste caso são:

Onde pretendo chegar tendo essa ação?

Isso realmente deve ser feito agora e dessa maneira?

O que poderei realizar no lugar dessa tarefa que me levará mais próxima ao meu objetivo?

Todos nós temos funções e papéis a desempenhar no cotidiano, coisas corriqueiras que não podem nem devem ficar sem serem feitas, mas nossa atenção também deve estar voltada as coisas que tiram o nosso foco, seja intrínseca ou extrinsecamente.

Nossas ações quando são intrínsecas, ou seja, realizada pelo que nos dá motivação interna, revela a nossa força interior, nossa resiliência, e devem ser realizadas através de nossas próprias decisões de fazer ou não. Já nossas ações extrínsecas mostra uma motivação vinda pelo ambiente que estamos inseridos e os benefícios que recebemos ou não ao nos engajarmos nesta ou naquela ação.

Mas o que quero chamar a atenção neste momento é para as verdades escondidas que cada pessoa carrega em si para realizar ou não o que se propõe. Somente quando essa realidade é encarada de frente é que abrirá as portas da possibilidade para realmente alcançar o que se pretende e devidamente tornar-se mais produtivo. A efetividade nas atividades farão com que as realizações sejam cada vez mais palpáveis. Para isso, quero destacar alguns princípios básicos para tornar as ações diárias mais produtivas e sua realidade mais atraente.

  • DESCUBRA-SE – o fato de buscar autoconhecimento poderá, sim, ser considerado neste caso. Já é comprovado que quando se sabe o que se quer, e sabe desejar e sonhar, firmados na consciência das potencialidades e fraquezas que cada um possui é o caminho mais curto para encontrar a melhor maneira de ter ações coerentes e chegar no objetivo proposto. Então sem manha busque o autoconhecimento.
  • LIMPE A MENTE – a organização tanto mental, quanto física e material poupará tempo e deixará que as reflexões corram soltas e o momento presente passa a ter um sentido maior, com a mente limpa haverá menos ansiedade, e mais tolerância com as outras pessoas e com si mesmo. Isso pode ser feito através da meditação, respiração ou apenas ouvindo uma boa música.
  • ENCARE SUA VERDADE – todos nós mascaramos algo a nosso respeito para manter um certo destaque de si mesmo. Tirar as máscaras e encarar a própria verdade sobre o que realmente sabe ou não sabe fazer, saber separar o que realmente quer e gosta do que o que não quer e não gosta. Descobrir a verdade sobre si mesmo muitas vezes pode desagradar o ego, mas com o tempo te fortalecerá ainda mais e desprenderá das correntes da incapacidade de agir. É essa verdade que cada pessoa não deve mais esconder, ninguém é “pau para toda obra”, não somos homens ou mulheres maravilha, temos limites e não precisamos agradar todo mundo a ponto de ficar sobrecarregado e não conseguir terminar atividades simples. “Se sei digo que sei, se não sei digo que não sei e pronto”! Ter liberdade de expressar os próprios desejos e pensamentos transcende a nossa limitação de viver tencionado e ter que procurar distrações para o cérebro aguentar. O medo do que vão pensar de mim precisa desaparecer.
  • PLANEJAMENTO – planejar detalhes minuciosos de como quer e o que quer realizar traz a noção se as atividades estão te construindo ou te destruindo. Nesse caso, distrações pequenas como rede sociais, piadinhas bobas e tempo na caixinha do nada serão eliminados do dia a dia, afinal se você fizer como todas as pessoas fazem qual será seu diferencial? Pense fora da caixa!!!

Gostou do texto? Me envia um comentário ou um email danimarinacoach@hotmail.com

Sou Daniele Marina de Oliveira- Coach & Neurolinguista.Cornélio Procópio-Pr.

Aproveite ao máximo o conteúdo deste artigo com nossas sugestões de leitura!